© 2017 Dra. Maria Luiza todos os direitos reservados. Criado por Social Master.

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • Blogger - White Circle

Localização:

RuaRua Bandeira Paulista, 530, sala 43
04532-001 - Itaim Bibi, São Paulo - SP

 

11-3071-2977
11-95604-6875

Doença Celíaca

Sintomas:

 

Os sintomas variam muito. Pode não haver sintomas  ou eles serem inespecíficos do trato gastrointestinal ou se apresentar com diarréia, dor abdominal, perda de peso, anemia e osteoporose.

Diagnóstico:

  • Biópsia de duodeno pela endoscopia digestiva alta (verificar presença de inflamação atrofica das vilosidades do intestino)

  • Dosagem dos anticorpos contra o glúten no exame de sangue.       

Tratamento:

 

Não há cura para a doença celíaca. O melhor tratamento é a retirada de alimentos que contenham glúten da alimentação. Por isso o acompanhamento conjunto com o nutricionista é fundamental para o sucesso do tratamento. Em alguns casos raros e refratários é necessário o tratamento com drogas imunossupressoras.

Quando o diagnóstico de doença celíaca é realizado, todos os parentes de primeiro grau devem ser investigados, pois podem ter a doença sem ainda terem apresentado os sintomas. Existem complicações da doença como anemia, osteoporose, hepatite e aumento do risco de linfoma. Por isso a pessoa deve ser tratada mesmo que assintomática.

Definição: a doença celíaca é uma doença autoimune que ocorre pela agressão das células de defesa a outras células do próprio corpo, causando inflamação.

 

No caso da doença celíaca, essa inflamação é desencadeada pelo glúten, proteína presente no trigo, cevada e centeio. É uma doença genética e pode acometer vários membros da mesma família.

Esse processo inflamatório, que ocorre no intestino delgado e leva à atrofia das vilosidades do mesmo, gera a diminuição da absorção de nutrientes. O intestino delgado é o principal responsável pela absorção da maioria dos nutrientes importantes para o bom funcionamento de nosso organismo.

Saiba Mais >