© 2017 Dra. Maria Luiza todos os direitos reservados. Criado por Social Master.

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • Blogger - White Circle

Localização:

RuaRua Bandeira Paulista, 530, sala 43
04532-001 - Itaim Bibi, São Paulo - SP

 

11-3071-2977
11-95604-6875

Diverticulose / Diverticulite

Sintomas: 

 

Na maioria dos casos a diverticulose é assintomática. Quando ocorre sintomas, estes são inespecíficos como desconforto abdominal, constipação e alteração do hábito intestinal.

 

A diverticulite aguda é uma complicação da diverticulose, e seus sintomas consistem em dor abdominal importante abaixo do umbigo, constipação, diarréia, sangue nas fezes, dificuldade para urinar, febre, náuseas e vômitos.

Diagnóstico:

O diagnóstico da diverticulite aguda leva em conta a história clínica do paciente, exame físico e os achados da tomografia computadorizada. A colonoscopia e o enema opaco (exame contrastado radiológico do intestino grosso) estão contra indicados na suspeita de diverticulite. Devido à inflamação do intestino aumenta-se o risco de perfuração e peritonite.

Os divertículos podem ser visualizados pela colonoscopia ou enema opaco, mas esses exames só devem ser realizados fora da crise aguda de diverticulite.

Tratamento:

 

Se não houver sinais de gravidade, o tratamento da diverticulite aguda se baseia no uso de antibióticos e anti-inflamatórios. A maioria dos casos evolui para a cura. A cirurgia fica reservada para os casos de complicações (abscessos grandes e perfuração). Quando ocorre recidivas da diverticulite aguda, a cirurgia também pode ser uma opção programada.

Para a diverticulose, a orientação é de apenas uma dieta rica em fibras e de uma ingestão de pelo menos dois litro de líquido por dia.

Divertículo é uma saliência que se forma frequentemente entre as fibras musculares das paredes do intestino grosso.

 

A presença de numerosos divertículos no intestino recebe o nome de diverticulose. Acredita-se que grande parte da população com mais de 60 anos seja portadora assintomática dessa condição.

É considerada diverticulite quando os divertículos ficam inflamados ou infectados, podendo apresentar complicações como abcesso ou perfuração.

Causas:

  • Envelhecimento e a constante perda da elasticidade da musculatura intestinal

  • Dieta alimentar pobre em fibras

  • Aumento da pressão no interior do intestino grosso

  • Predisposição genética.

Saiba Mais >